15 de abril de 2011






À noite deitei a cabeça na almofada, fechei os olhos. O meu pensamento vagou longe. Senti um vazio, uma vontade de chorar, mas nenhuma lágrima caiu. Pensei: É fantástico como as coisas acontecem, como um sentimento que era tão pequeno possa ser tão grande agora. Ainda só se passaram apenas alguns dias desde da ultima vez que te vi e já sinto tanto a tua falta. Já tenho tantas saudades tuas e em tão pouco tempo. Sinto falta do teu sorriso, do teu olhar, das tuas parvoíces, de tudo completamente. Será possível que cada dia que passe goste cada vez mais de ti. Isto não é normal, não me sinto normal. Nunca me senti assim. Tu és muito importante, cada vez mais. Eu AMO-TE, AMO-TE e AMO-TE.

9 comentários:

  1. o amor é mesmo assim :)
    felicidades :)

    ResponderEliminar
  2. desculpa querida interpretei mal.
    sei como é complicado gostar de uma pessoa e sentir que ela nao sente o mesmo por nos, mas nao baixes os braços. a felicidade está sempre ao virar da esquina :)

    ResponderEliminar
  3. :D o princesa, eu já te disse milhoes de vezes que a esperança é a ultima a morrer.

    ResponderEliminar
  4. nao tens de agradecer querida :)
    estou com a joana, a esperança é a ultima a morrer :)

    ResponderEliminar
  5. vais ver que vais encontrar uma pessoa que goste mesmo de ti e que te dê o devido valor querida ;)
    beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Não tens que agradecer querida ;)

    ResponderEliminar